24/03/2013

Fotografia como recordações eternas


Para quem não sabe, eu voltei dos EUA há 13 meses. Hoje, tudo que me resta é saudade dos meus quase dois anos de vida como au pair e da minha Host Family. No ínicio, lá em abril de 2010, tudo era novidade, tudo eu fotografava. Meus registros eram impecáveis. Quase todos os dias eu tirava fotos com as kids, ou de coisas que achava diferente na casa. Depois de um tempo, tudo foi ficando normal e os registros foram diminuindo até que cheguei ao ponto de tirar fotos com as kids só nas datas comemorativas.

Meninas, o meu conselho é: REGISTREM, FOTOGRAFEM, MANTENHAM UM DIÁRIO!!! Fotografem os diferentes pratos que comemos em restaurantes. Fotografem seu café da manhã, as caras de sono de algumas manhãs que começamos a rotina às 5AM. Fotografem as diferentes maquiagens que vocês fizerem para as parties! Não esqueçam de fotografar caixas de cereais que vocês gostam.. Parece bobagem, mas acreditem, por favor, tudo isso faz diferença!!

Depois que se está de volta ao Brasil, é só isso que vocês terão para cessar essa dor que uma maravilhosa experiência como essa nos faz sentir. E eu não digo só para as meninas que amam a Family e as kids. Isso também serve para as meninas que estão sofrendo com Family ou kids errada. No final, gente, tudo dá certo e é muito bom ver fotos dos momentos difíceis que tivemos e ver que demos a voltar por cima. E, óbvio, melhor ainda ver as fotos dos momentos que foram maravilhosos, com amigos, viajando, aproveitando mesmo a vida!!!

Depois de um tempo, a gente se perde no tempo e acaba se esquecendo dos momentos bons e ruins que tivemos. Dos lugares que tivemos nas pequenas road trips. Hoje, eu tenho praticamente todas as fotos no meu Ipod e sempre me pego revendo-as e matando a saudade. E cada fotografia traz sua história. Seja a dor de barriga de tanto rir por cometer um erro com o nosso inglês meia boca do início, ou de dias que nevaram o dia todos e ficamos stucks dentro de casa no nosso valioso dia off. Até fotos das kids daquele dia que eles estavam com a macaca e te fizeram enlouquecer. Tudo isso, no final das contas, é resultado de crescimento. Tudo isso, um dia será só saudades e vontade de voltar no tempo!

Bom, era esse o recado que eu gostaria de dar aqui hoje! Se pelo menos umas de vocês começar a registrar mais a vida como au pair, meu dever já estará cumprido!


Um grande beijo

4 comentários:

Suélen Breier disse...

Eu AMO fotografar e com certeza fotografarei TUDO! Inclusive esses detalhes e coisas que parecem bobagens para algumas pessoas como cafés da manhã e pratos em restaurantes. Eu já faço isso aqui, num lugar diferente então...

Eduarda Gatelli disse...

foi bem convincente, camila! hehe aqui no Brasil já adoro tirar fotos, nos eua entao, nem se fale! hehe

Cláu disse...

Adorei a dica, e super concordo! Eu tenho fotos de tudo! Minha host já me pegou várias vezes com o celular na mão cuidando do baby, mas ela nunca falou nada...mas 80% do tempo eu to com ele na mão porque to tirando fotos. No mínimo metade das fotos no meu cel são do meu baby, ou de nós dois. O meu maior não gosta de fotos, então eu quase nunca tiro com ele...devemos ter 2, 3 ou 4 nesses meus 9 meses. Ele fica muito brabo quando peço pra tirar foto hahaha! ;( com os hosts também não tenho muitas, e eu gostaria de ter muito mais com todos eles. Mas tiro foto de tudo, pela janela do carro, do vizinho limpando a neve do carro, do cachorro me incomodando, da decoração do meu quarto daqui...só tenho medo da dor que eu sinta quando ver tudo isso. Ai, como vai dar saudade!!

Eveline disse...

Gostei do post e nunca pensei tão assim sobre fotografias, vou tirar muitassss pode deixar. Bjo