25/03/2013

9 meses, e o inglês.

HOJE eu completo 9 meses em terras americanas (yay!), e resolvi compartilhar a minha experiência com o inglês.

Aqui no WallPair já temos alguns posts sobre nível de inglês, mas se não me engano todas as meninas que postaram já saíram da equipe. E claro, cada uma tem suas dicas, tem sua evolução, e é sempre interessante acompanhar. Portanto, resolvi falar sobre isso aqui hoje.
Uma antiga escritora aqui do blog uma vez postou sobre isso e falou que se arrependeu por ter vindo com o inglês tão fraco, pois acabou perdendo muita coisa no começo e não aproveitou como poderia. Eu acho que essa já é uma ÓTIMA dica: não venham sabendo falar somente "Hi, how are you?" e "The  book is on the table". Quando você chega aqui, a coisa é MUITO diferente - a não ser que você converse já, por algum motivo, com americanos. Você precisa ter um ouvido aguçado pra conseguir acompanhar - principalmente se sua host mom fala SUPER HIPER MEGA rápido, como a minha, haha!

Como eu achava que estava meu nível antes de vir? Achava que estava ruim, mas pelo fato de eu não estar estudando nem treinando o ouvido já há muito tempo - leia-se uns 7 anos.

Como eu estudei inglês? Eu comecei a aprender na primeira série, com 7 anos. Eu sempre estudei em escola particular com o método Positivo, e as apostilas Positivo tem inglês da primeira série até o terceiro ano. Ou seja, eu estudei inglês (quase) todos os anos na escola. O quase é porque em um ano eu escolhi estudar espanhol, já que eu fazia inglês em uma escola de línguas na época. Eu fiz, nessa escola de inglês, uns 5 ou 6 anos de aulas - na Wizard. E foi isso o que eu estudei! Eu me formei na escola em 2004, e desde então não estudei mais inglês. Quando eu resolvi fazer o au pair, em 2011, eu corri atrás de uma professora particular - que por MUITA coincidência também já tinha sido au pair - e fiz 10 aulas com ela, somente pra relembrar a parte gramatical, que era a mais importante, e alguma coisa de vocabulário.

O que achei quando cheguei aqui? Que meu inglês estava melhor do que eu imaginava! Eu conseguia me comunicar bem, e entender bem. Como a minha host mom fala muito rápido, no começo eu tinha que pedir pra ela repetir várias coisas - e ela fala rápido mesmo, até a LCC no primeiro dia que veio aqui em casa disse pra ela que ela precisaria aprender a falar mais devagar, ou nunca iríamos nos entender, haha. E por isso eu pedia várias vezes pra ela repetir. Com o meu host eu nunca tive maiores problemas. Já com o meu menino maior (10 anos quando cheguei aqui) era mais difícil, ele nunca gostava de repetir o que falava, e então eu não me comunicava com ele praticamente nos primeiros meses, porque quando eu queria falar algo, se ele não entendia, ele simplesmente me ignorava, não falava nem pra eu repetir. Então comecei a ficar envergonhada de me comunicar com ele, e só respondia o que ele me perguntava - quando eu entendia, haha!

O que fiz pra estudar aqui? Um curso ESL de conversação (8 aulas), dois ESL de grammar (16 aulas), cursos na minha área (que ajudam muito, mas muito mesmo! Pois você sai do comum do ESL e começa a ter que prestar atenção em dobro nos termos novos que está aprendendo), muuuuito seriado (vi alguns episódios de seriados aleatórios e comecei a acompanhar o "How I met your mother" - no início com legenda em inglês, depois sem mais nada), assisto filmes, escuto músicas lendo a letra na tela do computador, comprei um livro de Grammar Self-Study, às vezes leio revistas e também leio livros no geral.

Como está meu inglês hoje? Muito melhor!! Antes eu me apavorava quando ligava a televisão e não entendia NADA, hoje às vezes eu me pego no computador e escuto uma propaganda na TV e entendo, naturalmente. Claro que não entendo tudo! Tem alguns desenhos e seriados que eu não consigo entender direito, e os jornais de notícia eu ainda acho um pouco difícil acompanhar, mas se prestar atenção só naquilo, eu consigo! Filmes, seriados e desenhos no geral eu assisto tranquilamente. Já fui algumas vezes no cinema, e sempre que assisto algo no Netflix, nunca coloco legenda (nos primeiros meses eu colocava em inglês, pra treinar o ouvido. DICA: façam isso no Brasil, antes de virem pra cá, e já vão treinando!). Rádio eu consigo entender algumas coisas. Propagandas de rádio geralmente são rápidas, então tem algumas que eu não entendo mesmo. E também não sou de escutar muito rádio não... Já as músicas, vixi!! Isso sempre foi um problema pra mim! Eu sempre tive o ouvido bem ruim pra elas, e mesmo treinando já desde o Brasil, eu ainda tenho esse probleminha. Mas fora as músicas e o rádio, eu acho que estou muito bem!
Já recebi elogios da LCC, dos meus hosts (alguuumas vezes) e até do meu professor de fotografia! Meu professor esses dias falou que meu inglês é "fantastic", voltei pra casa toda besta! E comparando meu inglês com várias meninas que já conversei em inglês e estão aqui nos EUA, eu realmente acho que meu inglês está muito bom. E como eu convivo com o inglês desde os 7 anos, a pronúncia pra mim é fácil, e não tenho maiores problemas não. Até com a gramática eu já quase não tenho problemas. Hoje em dia o que ainda sinto muita dificuldade é com vocabulário mesmo, que preciso perguntar "o que é isso" quando não sei as palavras. Mas existem tantas palavras, né? Acho que precisaria passar a vida inteira nos EUA pra poder saber todas elas... :P

Bom gente, é isso. A maior dica que eu dou é ESTUDE ANTES DE VIR! Assista filmes sem legenda ou com legenda em inglês, leia sites de notícias ou algo que te prenda a atenção em inglês, e acompanhe páginas no Facebook ou sites como o English Experts, por exemplo! E a dica que posso dar sobre a leitura de livros é: COMECEM COM UM LIVRO FÁCIL! Eu comecei com The Hunger Games e me frustrei, fiquei um bom tempo sem ler nada achando que era quase impossível. Até que resolvi pegar uns livros do meu menino, e consegui ler os 4 do começo ao fim sem olhar uma vez pra um tradutor ou dicionário. Assim que é gostoso de ler! :)

Aqui vão os livros que eu comprei/li/estudei aqui nos EUA:

Livro de Grammar - comprei aqui pra estudar por conta própria - SUPER RECOMENDO!!! Vou levar comigo pro Brasil, com toda a certeza!

Primeiro livro em inglês que eu li - comecei com um mais pra pré-adolescente (peguei do meu menino), e depois conversando com outras au pairs, descobri que MUITAS lêem essa coleção. Eu adorei, e recomendo!
Segundo livro que eu li - outra coleção bem gostosinha de ler. A história também é mais pra pré adolescente, como o primeiro. Mas eu tentei começar com livros mais difíceis (da minha host) e me bati um bocado. Então preferi livros que eu não precisasse parar um minuto pra olhar no tradutor, ou coisa do tipo.
Terceiro livro - da mesma coleção do primeiro.
Quarto livro - da mesma coleção do segundo.
Quinto (estou lendo agora) - Os livros da Sophie Kinsella são super gostosos de ler, e totalmente voltado pro público feminino. Ainda pretendo ler todos!
 Próximos livros a ler - Dear John, esse eu vou pegar emprestado da Natália, aqui do blog (ela é AP aqui em KC também). É o próximo da minha lista!

O The Hunger Games eu sinto dificuldade, e às vezes preciso parar pra traduzir algo, pois fico realmente sem entender. Já comecei a lê-lo 2 vezes e parei. Estou com toda a coleção, o segundo e o terceiro também, e espero conseguir lê-los em breve...só ainda não sei se aqui ou no Brasil (já que esses 3 livros são meus, e não emprestados).
E a coleção do Wimpy Kid eu quero ler inteira ainda! Eu baixei a coleção toda no Kindle App, então em breve vou terminar a coleção :D

Bom, é isso gente! Eu espero que eu tenha motivado algumas meninas que acham que é impossível assistir um filme sem legenda ou ler um livro sem usar tradutor. NÃO É! E é super gostoso depois que você consegue :) como eu sei que no Brasil meu contato com o inglês não será muito, eu estou pensando em levar meus livros da coleção do Hunger Games pra ler somente lá, e continuar sempre assistindo filmes em casa sem as legendas. Aprendi a gostar dessa língua mais ainda do que eu já gostava. E pode parecer bobo, mas toda vez que termino um filme e PRINCIPALMENTE um livro, e consigo entender tudo, eu me sinto vitoriosa! :)

6 comentários:

Mari disse...

É muito bom mesmo! Eu comprei muitos, mas muitos livros (acho que por volta de 20) durante meu tempo de au pair, li poucos enquanto estava lá e trouxe a maioria (pensa no peso extra nas malas!), que estou lendo aos poucos. O plano era justamente não perder o contato com o inglês quando voltasse. Hoje leio os livros principalmente em voz alta para treinar a pronúncia, mas meu jeito preferido de manter o inglês afiado é conversar comigo mesma, principalmente enquanto vou andando pela rua. Rsrs.

Ágata disse...

Lembro bem quando cheguei aqui, assistia TV com legenda em inglês e tentei ler o Hunger games ( sem sucesso...) Estou lendo o The Rescue - Nicholas Sparks... Por enquanto amando ;)

Suélen Breier disse...

Ai Cláu! To me sentindo muito burra agora! dhasuidhio Mesmo fazendo aulas de inglês não sei muita coisa... E já to no intermediário III. Comecei a assistir 30 Rock com legenda em inglês, mas parei. É bom porque os episódios são curtinhos, mas ficava boiando em muita coisa e não tem como ficar pausando pra anotar as palavras, iria levar uma eternidade dhsaoidh mas quero voltar a assistir. E livro em inglês não li nenhum ainda ): por isso quero ir só em 2014, tenho muito o que pesquisar e melhorar ainda sobre tudo.

Beeijo

Cláu disse...

Só não compro mais porque não quero pagar mais excesso de bagagem ainda haha! E livro é algo pesado né! Mas se quando eu estiver fazendo as malas, ainda sobrar peso/espaço, vou comprar livros novos *-* haha!

Cláu disse...

Hunger Games aqui já foi sem sucesso 2x, e vai ficar lá pro Brasil mesmo viu? Hahaha! Vou começar um do Nicholas em breve, depois quem sabe vou atrás desse seu também :))

Cláu disse...

Tenta assistir algo mais fácil. Eu nunca assisti esse, não conheço :/ assista How I met your mother, eu acho super tranquilo sem legenda viu? Eu comecei com legenda também mas tirei logo em seguida. Eu acho o vocabulário bem fácil, são poucas coisas que não entendo, mas quando não entendo simplesmente continuo assistindo. Nunca pare pra ficar procurando as palavras, tente entender o sentido do episódio, que é isso que importa :))

Beijão!