11/07/2016

CHEGUEI NOS ESTADOS UNIDOS: E O INGLÊS?



Oi gente! Como prometido, esse post será sobre o inglês nos meus primeiros dias aqui. Daqui 10 dias completo dois meses nos US. Como passou rápido! Bom, confesso que já cheguei aqui com um inglês bom, sabia mais que o básico e nos skypes com minha host family, eles sempre disseram: "seu inglês é muito bom!". Entender inglês é fácil pra mim, o problema é falar mesmo hahaha. A ex-au pair da minha família me contou que quando ela chegou aqui, com o inglês básicão, foi bem difícil e ela tinha que se comunicar com a família pelo google tradutor no começo. Eu não tive esse problema, mas fiquei feliz com o relato dela pois deu pra ver que a família seria bem paciente quanto a isso.


Mas vamos começar desde o começo... Onde temos nosso primeiro contato com o inglês quando chegamos aqui? No aeroporto. Na imigração. Pra gente que vem com visto de au pair, muito fácil! Não tive nem que abrir a boca, apenas entreguei meu passaporte e só, já estava liberada. Mas algumas meninas que estavam comigo tiveram que responder algumas perguntas, como: pra onde você vai? Au pair? Bem básico. Depois disso, pegamos as malas e um representante da agência nos esperava na saída do aeroporto.



É no primeiro dia de treinamento que você vai ter o primeiro baque e achar que realmente não sabe nada de inglês. Não se desespere. O treinamento é bem intenso e os representantes da agência falam o dia todo, no segundo/ terceiro dia você já vai estar acostumado com o jeito de falar delas e já vai conseguir entender a maioria das coisas por associação. No treinamento elas usam um vocabulário que faz parte da nossa rotina como au pair, então fica bem mais fácil de compreender (mas confesso que é bem cansativo estar atento a todo momento e ficar traduzindo mentalmente tudo o que é passado).



Ok, treinamento encerrado. Partiu host family. No caminho até o local que minha host mother ia me buscar fui me "cagando", literalmente. E o medo de não entender nada? E o medo de falar tudo errado? O que a gente iria conversar nas duas horas de viagem de carro? Eu teria inglês pra isso? Tantas perguntas e ansiedade a toa. Foi super tranquilo, eles falam devagar, repetem quando você não entende e o inglês (pra mim que já tinha bagagem) saiu naturalmente. Quase chegando na casa outro medo: e o ingles do host father? E o das crianças? Meu Deus!! Ai realmente o negócio pegou hahaha. Meu host father fala bem rápido e tem um sotaque bem puxado. E as crianças? Bem, se já é difícil entender crianças falando português, imagina em inglês. Mas o processo de entendimento será o mesmo do treinamento, você vai se acostumar com o tempo. Agora com quase dois meses, consigo entender praticamente tudo o que a família inteira fala. Mas é aquilo que já disse ali em cima, entender é uma coisa... Falar. E outra coisa que você vai notar é que você vai se acostumar com o inglês da sua host Family, pela convivência... mas quando você tiver que fazer algo específico, como conta no banco, ainda será difícil pra você.




Ainda não comecei nenhum curso de inglês. É verão aqui nos Estados Unidos e na minha cidade todos os cursos só voltam depois do verão. Depois posso fazer um post falando sobre como é o curso de ESL aqui (aquele gratuito e que ensina o básico/ intermediário), eu devo começar ele lá pra setembro/ outubro. Então, por enquanto, não estou estudando (eu deveria estar, mesmo em casa). Ai você acha que ainda tem muito tempo pra aprender o idioma, mas confesso que você vai se sentir um pouco desesperado quando se pegar quase no segundo mês (como eu) e notar que seu inglês ainda não é tão bom assim. Já tira da cabeça que você vai ficar fluente em poucos meses. Mesmo aqui, você tem que se esforçar, estudar e sempre estar em busca de aprender mais. Você não vai se tornar fluente num idioma apenas por estar aqui e morar com americanos. Eles te entendem? Sim! Mas isso não significa que você é fluente, na maioria das vezes falamos muita coisa errada. Eu sou a prova viva disso! Falo muita coisa errada, mas eles entendem. Do mesmo jeito que entendemos pessoas que falam português errado.

Bom, é isso. Quem quiser acompanhar minha rotina me segue no SNAPCHAT e INSTAGRAM: apaulascunha. 

Beijos!

1 comentários:

Sabrina Silva disse...

Olá Ana, tudo bem ?
Você disse que já foi com um inglês bom, gostaria de saber se você estudou aqui no Brasil, como e quanto tempo?
Muito obrigada!
Boa sorte ai!