04/08/2012

E o relacionamento com a Host Family

Hello people!

Hoje vim falar um pouquinho de relacionamento. Mas relacionamento com a Host Family.

Primeiro quero falar que isso (relacionamento) é o que determina como será o seu intercâmbio (muitos podem não concordar, mas sei lá, acho que é isso que eu acho hahaha). Vou explicar:

- Comunicação - isso é o principal fator pra mim. A comunicação tem que fluir, seja conversando em inglês, fazendo mímica, desenhando, não importa! Todos tem que se entender e os pais precisam saber o que acontece com os filhos durante o dia e vc precisa entender e estar de acordo com os seus horários, suas tarefas, vc precisa entender os remédios que os kids precisam tomar, os lugares que eles precisam ir, as suas folgas, seu horário disponível para o estudo, etc, etc.
- Você tem que se dar bem com os hosts (pode ser como integrante da família, pode ser como funcionário, não importa, desde que seja como você - e seus hosts - querem/concordam). Não precisam ser melhores amigos, ou mesmo amigos, mas uma relação amigável;
- Tem que ter diálogo (vc não tá vindo pra improve your English? Então, diálogo! Não precisa ser pra contar como foi o seu final de semana, mas a conversa, o diálogo vão ajudar em tudo: no seu inglês, no seu trabalho com as kids e no seu bom relacionamento com os hosts);
- Espaço - Você tem que ter o seu espaço, assim como tem que dar a eles o espaço deles (não é pq vivemos na mesma casa que não vamos dar a eles um tempo pra viver em família e eles a nós, um tempo para nós mesmas;
- Comunicação de novo - HF e AP tem que estar de acordo com o seu horário de trabalho e se algo fora do normal acontecer, você tem que sentir que tem a liberdade de falar pra eles (ex. se eles vão voltar pra casa depois do seu horário de trabalho e vc vai ter que trabalhar mais, eles precisam avisar, se eles não avisarem, vc tem que falar alguma coisa - com educação - mas para lembrá-los que vc tem horário a cumprir, que vc tem a sua vida e que não é justo vc ficar trabalhando até mais tarde, sem ser avisada);
- Respeito (de ambas as partes e nem preciso falar mais)

Acho que isso é essencial, e separei em diferentes itens, mas na verdade tudo isso quer dizer Comunicação e Respeito.
Porque mantendo uma boa comunicação e tratando as pessoas com respeito, a gente consegue ter um bom relacionamento com a família.
Mas, uma coisa ainda mais importante, que eu não falei ali, é aquele momento em que estamos online, looucas pra encontrar uma família e vir logo pra cá. Talvez eu devesse colocar isso antes de qualquer dica de relacionamento, porque você tem que ser sincera e esperta na hora das entrevistas. Não pode prometer coisa que não sabe se vai cumprir, não pode mentir que sabe fazer o que não sabe, não pode enganar a host family, porque quando vc chegar aqui, o mais prejudicado vai ser vc mesmo, que vai chegar aqui, nessa terra tão tão distante, e vai sentir saudade de casa, talvez não vai entender tudo o que queria entender, não vai conseguir dizer o que queria dizer e ainda vai ter que fazer coisa que odeia (e disse que adorava) ou coisa que não sabe (e disse que sabia) e aí ferrou! Homesick, rematch, tristeza, vontade de voltar correndo pra casa...

Então, futuras au pairs, não percam a oportunidade de encontrar uma host family que combine com você!!
Não deixe a ansiedade tomar conta. E tenha certeza de que existem famílias legais. E a família certa está reservada pra você. 
Nada é perfeito! Aqui as coisas não são as mil maravilhas, mas pode ser quase isso.

Claaaro que vc pode fazer tudo certo, conversar, sentir o tal do feeling, falar a verdade sobre vc e seus objetivos e na hora que chegar aqui, a família não é tudo aquilo que prometeu, mas aí, pelo menos vc vai estar com pontos a mais, e vai poder dizer: "nós acordamos em fazer isso e isso, e você está me pedindo pra fazer aquilo. Posso tentar, você pode me ensinar." ou "Nós combinamos diferente antes de eu vir, e infelizmente dessa forma eu não posso me comprometer, bla bla bla bla"
Mais uma vez: Comunicação!
As coisas podem se resolver e melhorar, ou você pode entrar em rematch, pois é, pode acontecer...
Mas e aí??? Vcs devem estar pensando que eu dei dicas furadas! iuashuihs Mas eu acho que com isso, as chances de rematch são menores e se acontecer vc já vai estar mais preparada pra encarar o rematch e sabendo direitinho o que vai encarar ou não na proxima família, pois vc foi vc mesma desde o começo e não tem que ficar mudando o discurso.


Por hoje é isso!
Espero que gostem :)

    O negócio é combinar tudo isso!

1 comentários:

Má Eugênia disse...

Super verdade... comunicação, respeito e clareza são tudo nessa vida. Principalmente num lugar onde não temos para quem recorrer como temos aqui no Brasil. Aliás, não só lá a comunicação é importante, mas em todos os lugares. Beijos!