08/03/2012

Aquele que ficou sem título

Olá pessoas do meu Braseeeeel Varoneeeeel! Tudo bom?
Desculpem  a postagem sem título, estou sem criatividade nenhuma! Mas hoje vou falar do meu motivo de felicidade maior nesse momento.

Não, eu não tô on, ou have a match, ou got my visa. Acho que TODAS JÁ SABE que eu já fui au pair. Voltei para o meu Braseeeel em 2010, e meus planos eram completar o período de dois anos de espera pra entrar na agência e ser au pair de novo... acontece que em outubro de 2010 eu me apaixonei (:
Eu conheci o senhor meu namorado em outubro, e depois de 3 dias (sim, eu disse TRÊS DIAS) nós começamos a namorar. E desde então, nós passamos por umas poucas e boas... eu até continuei com meus planos de voltar como au pair pros EUA, ele super me apoiava em tudo.
E nas horas que a gente brigava, minha vontade de ir embora correndo falava mais alto ainda!
Meu namorado é de Santos, mas trabalha em SP. Ele morava numa república quando nos conhecemos, e aí ele passou a frequentar a minha casa nos fins de semana. Depois, ele começou a chegar na quinta à noite e ir embora só na segunda. Depois a quinta virou quarta. Até que chegou um momento que o único dia em que ele dormia na república era de terça-feira, quando ele ia, lavava as roupas e dormia. O resto da semana era todo na minha casa. Foi então que minha mãe disse a ele que era besteira pagar aluguel na república sendo que ele nem parava lá. E ela o convidou para morar na minha casa. A gente namorava há 5 meses quando ele veio morar aqui.
Depois disso, a gente começou a se conhecer de verdade. E eu conheci todas as qualidades, manias e defeitos e quantos defeitos dele. E ele os meus. Já tivemos momentos MUITO tensos, de brigas, discussões, ameaças de término, períodos de felicidade e também muito conturbados. Mas eu tinha certeza, lá no fundinho do meu coração, que seria com ele que eu passaria o resto da minha vida, isso desde o dia em que eu o conheci. Mesmo nos dias em que eu dizia que não aguentava mais a chatice dele, que ia terminar, que num merecia isso... eu sabia. Não sei como, mas sabia.
E foi então, neste ano, no dia 21/02/2012 (sim, no CARNAVAL) que eu fui pedida em casamento. E eu sorri feliz quando ele perguntou : QUER CASAR COMIGO? E não tive nada a mais a dizer a não ser SIM e chorar que nem aquela menininha que foi pra Disney.
E nosso casamento sai esse ano ainda. Em junho. SIM, eu sei que tá super em cima da hora, mas vai dar tudo CERTO! Deus já nos abençoou com um monte de coisas, pra quem não tinha nada...


Realmente, tudo suporta!
E hoje parei pra pensar nisso... preparando algumas coisas, lembrei de quando eu estava arrumando tudo pra sair da casa da minha mãe pra ser au pair... ir pra um lugar desconhecido, com pessoas estranhas, que não falavam minha língua... era muitas emoções, eu não sabia o que esperar... e é um pouco disso que eu estou sentindo agora. Aí as pessoas me falam : ah, mas você é praticamente casada, ele mora com você! E eu digo : ainda assim, é diferente. Ele mora comigo, mas eu tenho minha mãe comigo... agora serei só eu e ele.

Também não sei o que esperar de tudo isso. Mas, assim como eu fiz quando fui au pair, agora eu encaro essa nova etapa de peito aberto e sorriso na cara. Porque sei que vai ser o melhor pra mim, e é o que DEUS preparou pra mim.
E eu tou aqui, aos pouquinhos, me preparando pra sair de casa pela segunda vez. (:

Boa sorte pra todo mundo, beijos, e FELIZ DIA DA MULHER!

Beijos

2 comentários:

Gisella disse...

Parabéns Carol! Como a vida é neh!!! E ela te preparou isso! Seja feliz!!! Bjs

Tamires Souza disse...

Ain... emocionei Carols!! Linda historia! =D Boa sorte com tudo flor!!