17/12/2013

I have a new match! E o por que REMATCH não é bicho de 7 cabeças!

Oi gente!

Pois é, eu havia terminado meu último post contando sobre as dificuldades que estava tendo na outra familia e a decisão de pedir o rematch.
O que aconteceu após aquele post foi o seguinte: Meu período de rematch começou oficialmente na quinta-feira (07/11). Nesse dia minha Counselor ligou de manhã pra para confirmar que estava dando entrada em tudo e que eu ficaria online naquele dia e que ela começaria os contatos dela também naquele dia. Só quem já passou por isso sabe a ansiedade que é. Para ajudar, a familia que eu estava falou que eu só poderia ficar lá até o dia 19/11, dois dias a menos do que as duas semanas. Não sei por que eles fizeram isso, mas enfim. Passei a quinta ansiosa, sem saber o que aconteceria. Graças a Deus, na propria quinta a noite minha Counselor me mandou um email falando que tinha contatado diversas LCCs que tinham familias em Rematch que era pra eu me preparar para o caso de receber ligações. E nesse mesmo dia comecei o contato com duas famílias!! Nesse momento senti uma luzinha no fim do túnel. 

Yay, HFs querendo falar comigo!
Logo na sexta de manhã uma terceira família apareceu: eles ficaram online e fui ver fotos e o Essay. Era uma familia tão fofa que eu cheguei a questionar se eles estariam em Rematch: Host parents casados a cerca de 1 ano e tinham acabado de mudar pra fora de NYC para criar melhor o baby, a Host mom nova, com um baby de 4 meses (quem me conhece sabe o quanto amo criança pequena).
Logo que pude mandei um email falando que tinha adorado o perfil e que estava disponível quando eles quisessem para que pudéssemos conversar. Imediatamente a Host mom me respondeu e começamos a conversar por email mesmo. No sábado ela me ligou e a conversa foi a melhor possível!! No fim da conversa ela perguntou se poderíamos nos encontrar pessoalmente no dia seguinte; eles viriam até o meu encontro para que pudéssemos nos conhecer e eu pudesse conhecer o baby. 
Passei uns perrengues no dia de encontrá-los, mas deu certo. Fiquei encantada com eles!!! Me tratando super bem, conversaram comigo, ela tinha desenhado todo o schedule já (com o meu nome inclusive), me mostrou toda a agenda da família até o fim do ano... E nessa conversa mesmo eles me falaram que queriam fechar o match! Perguntaram se poderiam vir me buscar no próximo domingo e era isso. AHHHHHHHHH O ALÍVIO. Nada se compara à felicidade de fechar esse match. Nem mesmo quando fechamos o primeiro match.
I HAVE A REMATCH!!!

Pois bem, justamente hoje faz um mês que estou nessa nova família e posso dizer com a maior segurança do mundo que Rematch foi a melhor coisa que poderia ter feito!!! Vim para uma casa muito mais simples, mas com um quarto muito mais aconchegante e uma familia muito melhor do que a outra. Não tenho amigos aqui ainda mas a cidade é legal. Mas nada conta tanto quanto uma host mom que se preocupa comigo, um host dad que manda text perguntando se tá tudo bem quando dá 11 horas e vc ainda não chegou, e não pra te controlar mas pq ele realmente se preocupou pq estava muito frio e vc tinha saído sozinha. Uma família que no meu primeiro dia aqui me levou no mercado e faltou me "entochar" comida (sabe quando vc vai na casa daquela sua tia visitar e ela compra tudo que vc gosta? senti isso!), uma familia que pede desculpas pq a Host mom chegou 5 minutos atrasada, e que criou todo um menu vegetariano pras jantas de todas as noites. Cada família tem seu jeito, e cada Au Pair sabe o que precisa. Eu não preciso de uma casa chique com uma cozinha super mega blaster, e empregados que vem limpar as coisas. Eu preciso de um bom relacionamento. E nisso entro na segunda parte do post: REMATCH NÃO É UM BICHO DE 7 CABEÇAS! 

Gente, tenho conversado e visto muitas meninas sofrendo nos grupos no Facebook por causa de rematch. GIRLS, HELLO!!! Quem aqui sempre sonhou em deixar tudo no Brasil e vir aqui pra SOFRER? Eu sei que eu não. Uma das coisas que me fez entrar em rematch foi uma frase que uma amiga minha falou antes de eu vir:"mesmo na pior das hipóteses de vc ter que voltar mais cedo, ainda foi muito bom". E eu fiquei pensando: "O que vc deixou no Brasil quando veio pra cá???" Eu quando vim deixei uma família que me amava muito, um namorado fantástico, um trabalho que eu gostava, amigos que faziam minha vida mais animada..... 

Mas vejam lá, tenham DISCERNIMENTO!!!
Gente, eu acredito que vale sim a pena tentar fazer dar certo (tanto é que fiquei dois meses numa casa em que nem comer eu comia!), acho que precisamos tentar TUDO que der, conversar com família, LCC, rezar.... Mas se mesmo assim vc continuar sofrendo, pare e reflita! Eu fiz tudo isso! Conversei por várias vezes com a Host Family, com a LCC...mas não deu. 
Ninguém quer voltar pro Brasil depois que vem pra cá, não antes do tempo pelo menos. Mas eu sabia que não tinha vindo aqui pra ficar fugindo de encontrar a família, pra sair correndo pra comer na casa da minha amiga pq não conseguia comer na casa que eu morava. Quem aguenta viver um ano assim, me digam?? Pensem bem sua situação. Sejam fortes para assumir seus defeitos e tentar mais e mais, mas fortes também para saber reconhecer uma situação que pode não ter dado certo!! Tenham discernimento para reconhecer uma situação em que você deve tentar mais e uma situação perdida. 
Somos todos humanos, as coisas não são perfeitas. Por isso não fiquem ATERRORIZADAS de ouvir a palavra REMATCH! Se der errado um rematch o MÁXIMO que vai acontecer e vc voltar pro seu LAR, pra sua família, seus amigos, seu "feijão-com-arroz". A não ser que vc esteja fugindo da justiça ou algo assim, muitas vezes voltar pro Brasil é melhor do que ficar numa família que não te faz bem.

Pensem bem nisso girls! Fiquem a vontade para conversar comigo, comentar aqui ou me adicionar no Facebook se quiserem conversar. 

Beijos!!

PS: Deixo agora uma foto significativa da minha nova vida!




4 comentários:

Mariana Morena Alvin disse...

Passei só pra deixar claro pra todas as meninas que essa guria aí é guerreira demais... Lembro da gente no treinamento ficando irritada com as garotas que só perguntavam de rematch, e a gente concluia...rematch é a última opção....sim garotas..é a última opção, depois de muito diálogo, tentativas, mas ainda é uma opção...talvez uma solução! sejam fortes!

Mariana Morena Alvin disse...

Queria dizer pra vocês meninas: Essa guria é guerreira viu??
Lembro da gente no treinamento se irritando com as outras garotas que só faziam perguntas de rematch... "Mas rematch é a última opção" sim...é a última, depois de muito diálogo, conversa, tentativas, mas É uma opção..e pelo que a Nala nos contou, pode ser a solução da sua vida aqui!
Força meninas..se entreguem nesse sonho...vale muito a pena! :)

Kelly Caroline disse...

Nala... vc eh forte, eh guerreira, e sabe melhor que ninguém o quanto eh amada...
tem uma familia que tenho certeza que te ama, um namorado que tenho certeza que ama e esta com uma saudades e amigos que soh querem seu bem...
acredito que agora esteja feliz com a nova família... fico feliz por vc estar se sentindo melhor, acolhida, membro da família, mas nunca deixe que estraguem sua felicidade minha linda... se for para sofrer ai, volte que estaremos te esperando viu...

Saudades imensas bjus no seu coração S2

Kelly

Fernanda Vitiello disse...

Oiiie!
Adorei o blog, adorei o post! Super alto astral!!
Que bom que deu certo o rematch, e você está feliz! Isso é o que mais importa!

Eu estou embarcando agora em Janeiro, e morro de medo de passar por rematch :( Isso porque vou ter bastante kid, mas a família parece massa, e a host é muito gente boa! Mas só da pra saber quando chegamos ai né? rs Enfim!

Vou te seguir *-*
Beijoos

www.justonemoreaupair.blogspot.com